GULICK, John, 1989, The Humanity of Cities. An introduction to urban societies, Massachussets, Bergin & Garvey Publishers, Inc.

Neste livro, Gulick escreve a favor da ideia de uma cidade humanizada, de forma construtiva, e procurando afastar-se do, como lhe chama, preconceito anti-urbano (1989:5). O autor sublinha que mesmo as análises que privilegiam uma ideia de cidade heterogénea não nos ajudam muito a compreender determinados fenómenos urbanos. Não deixando de contextualizar os autores na sua época, em The Humanity of Cities Gulick começa por fazer uma breve antologia dos autores e obras que analisaram as cidades de vários pontos de vista. Segundo o autor, muitas das análises acabam por sublinhar os problemas das cidades, em vez de dar relevo aos aspectos mais positivos da vida nas cidades. Não basta dar conta das dinâmicas urbanas que sobressaem dos contextos sociais, políticos, económicos e culturais. Gulick refere a importância das pequenas escalas e das redes de relações pessoais para melhor estudar as diversas temáticas urbanas. Nessa acepção, as estratégias de apoio e de sobrevivência têm um papel central na análise de Gulick, uma vez que, ao prestar atenção a estes fenómenos estaremos mais próximos daquilo que chama a cidade humanizada.
Por Rita Cachado.

Sem comentários:

Search this blog

© 2007 Etno-Rua. ISCTE - CIES | Contact Us